Projeto torna obrigatório alerta sobre substância tóxica em produtos destinados a grávidas – Notícias

[ad_1]

09/10/2023 – 16:57  

Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Luciano Ducci, autor da proposta

O Projeto de Lei 3069/23 determina que os produtos destinados às grávidas e lactantes que possuam bisfenol-A na sua composição tragam alertas nas embalagens e materiais de publicidade para informar sobre os riscos da substância à saúde.

O bisfenol A (BPA) é um composto utilizado na fabricação de policarbonato, tipo de resina usada na produção da maioria dos plásticos, inclusive em mamadeiras. O BPA também está presente na resina epóxi, utilizada na fabricação de revestimento interno de latas que acondicionam alimentos.

De acordo com a proposta em análise na Câmara dos Deputados, o alerta sobre a presença do BPA nos produtos destinados a grávidas e lactantes deverá ser claro, preciso e visível ao consumidor.

“Novos estudos realizados com o BPA trazem indícios de que essa substância, ao entrar em contato com o organismo humano, principalmente durante a vida intrauterina, pode afetar o sistema endócrino e alterar os níveis hormonais produzidos pelo organismo humano”, alerta o deputado Luciano Ducci (PSB-PR), autor do projeto. 

“Tais alterações causam danos à saúde, como infertilidade, modificações do desenvolvimento de órgãos sexuais internos, endometriose e até câncer”, acrescenta. 

Tramitação
A proposta será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Lara Haje
Edição – Geórgia Moraes

[ad_2]

Com informações Agência Câmara

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Leia também

Fale com a redação