Projeto de Lei institui o Dia da Beata Maria de Araújo no calendário oficial do Estado

Começa a tramitar na Assembleia Legislativa do Ceará (Alece) um Projeto de Lei que institui o Dia da Beata Maria de Araújo e a Semana Maria de Araújo. Protagonista do episódio que ficou conhecido como “Milagra do Joaseiro” ou “Milagre da Hóstia”, Maria foi uma meninan pobre, negra, analfabeta, filha de negros e que foi acolhida ainda jovem pelo Padre Cícero.

Em 1889 tevea vida mudada, quando teria transformado pela primeira vez a hóstia em sangue, na antiga Capela de Nossa Senhora das Dores – atual Basílica de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte. O femômeno se repetiria pelo menos 120 vezes, sendo responsável por surgir as primeiras romarias com destino ao vilajero, que se transformaria na principal cidade da região do Cariri.

De autoria do deputado Renato Roseno (PSOL), a proposta tem os seguintes objetivos:

I – Dar visibilidade à história da beata Maria de Araújo e contribuir com a preservação de sua memória;
II – Promover debates sobre o resgate da memória e do legado de figuras históricas cearenses que foram
injustamente perseguidas pelas estruturas de poder;
III – Estimular reflexões acerca das violências sofridas pela beata Maria de Araújo em vida e após sua
morte e sua relação com o papel da mulher na historiografia oficial;
IV – Estimular reflexões acerca do racismo e da violência de gênero na região do Cariri.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Leia também

Fale com a redação