Em sessão especial, servidores destacam importância da Gráfica do Senado — Senado Notícias

[ad_1]

Na comemoração dos 60 anos da Gráfica do Senado, em sessão especial nesta sexta-feira (18), funcionários atuais e antigos destacaram a importância do órgão — oficialmente denominado Secretaria de Editoração e Publicações do Senado — no apoio às atividades parlamentares e à difusão de conhecimento. A realização da sessão atendeu a requerimento da senadora Damares Alves (Republicanos-DF).

Na presidência, o senador Paulo Paim (PT-RS) leu mensagem do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que saudou a excelência dos serviços da Gráfica e sua importância na disseminação da legislação.

— Ela também tem mais de 120 trabalhos impressos em Braille, aí incluídos diversos títulos da legislação federal, como a Constituição, o Código de Proteção e Defesa do Consumidor, o Estatuto da Criança e do Adolescente, a Lei de Doação de Órgãos e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional — observou.

Diretora-geral do Senado, Ilana Trombka também destacou o desempenho da Gráfica nos projetos de inclusão do Senado, incluindo a publicação de obras de importância histórica que não interessam ao mercado editorial, e proporcionando os meios para que o texto impresso da Constituição chegue a todos.

— Esta é a principal inclusão de que o cidadão brasileiro precisa: conhecer seu país, suas leis e suas normas.

Raimundo Carreiro, embaixador do Brasil em Portugal e ex-servidor da Gráfica, mencionou a agilidade do setor em capítulos importantes da democracia: em 1992, a renúncia do presidente Fernando Collor foi publicada pelo Diário do Congresso Nacional em uma hora e meia. Ele ressaltou o papel estratégico da criação da Gráfica para a independência do Senado.

Às vezes a Imprensa Nacional não publicava dentro do prazo que o Senado precisava; às vezes por outros interesses políticos, atrasava as publicações para que o Senado não tomasse determinadas decisões naquele momento. Foi daí que nasceu a ideia de se criar a Gráfica do Senado.

O diretor da Gráfica, Rafael André Chervenski da Silva, informou que já foram impressos 6,38 milhões de exemplares da Constituição desde 199. Para ele, os funcionários são responsáveis pela “contribuição para a formação identidade nacional e para o fortalecimento do Parlamento e da democracia”.

Florian Augusto Coutinho Madruga, presidente de honra da Associação Brasileira de Escolas do Legislativo e de Contas (Abel), relatou seus 50 anos de trabalho na Gráfica, onde disse ter encontrado os melhores profissionais do Brasil. E lembrou o trabalho na Assembleia Nacional Constituinte, entre 1987 e 1988.

— A Gráfica do Senado trabalhou por dois anos diariamente, ao lado do Prodasen, produzindo relatórios, pareceres e o Jornal da Constituinte sem nenhuma falha e atraso.

A Secretaria de Editoração e Publicações do Senado (SEEP) foi estabelecida em 1963 como setor responsável pela publicação de documentos oficiais do Senado, da Câmara dos Deputados e do Congresso Nacional, e também presta serviços a outros órgãos federais através de convênios.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

[ad_2]

Com Agência Senado

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Leia também

Fale com a redação